SOMOS UM COLETIVO QUE NASCE DO
DESEJO DE MUDAR O CENÁRIO DE SUB
REPRESENTAÇÃO DAS MULHERES NO
CONGRESSO NACIONAL. MOVIDAS PELA
INDIGNAÇÃO E VONTADE DE
TRANSFORMAR ESSA REALIDADE,
CRIAMOS UMA CAMPANHA NACIONAL POR
MAIS MULHERES NA POLÍTICA.

Manifesto

PELO FEMININO NA POLÍTICA

Se uma amiga chegasse para você e dissesse animada “quero ser Deputada!”, o que você pensaria? Talvez você perguntasse: “tem certeza que é pra você? Política não é uma coisa muito pesada?” Foi isso que aconteceu até agora. Nos afastaram da política. Das decisões políticas e dos centros de poder. Nos calaram. Não nos deram voz.

Mas estamos em 2018. A hora de sermos representadas por nós mesmas chegou.

Não faz mais sentido decidirem nosso futuro no trabalho, nas relações, na forma como lidamos com nossos corpos.

Não faz mais sentido um país como o Brasil ser governado quase somente por homens.

Queremos e podemos muito, muito mais.

Queremos e devemos entrar de cabeça na política dos gabinetes.

Queremos mais afeto, sensibilidade e ética na política.

Nós, mulheres, somos mais da metade da população do Brasil. Porém, nosso Congresso é masculino – e se ele fosse uma pessoa, seria um homem branco de meia idade.

Precisamos ampliar nossos direitos de sermos ouvidas, levantarmos nossas pautas, colocarmos a nossa forma de fazer política.

Já estamos lá, poucas e corajosas, mas precisamos ser muitas mais. O poder feminino na política

precisa ganhar corpo e musculatura. Ocuparemos o corpo político. Nossas causas são nossas. Precisamos defendê-las.

Os direitos das mulheres só serão pautados se chegarmos lá, onde as decisões políticas são tomadas.

E isso só vai acontecer se formos, em grande quantidade, as Governadoras, Juízas, Prefeitas, Senadoras, Ministras, Deputadas e Vereadoras do nosso país.

Composição atual
Câmara dos Deputados

Representatividade de mulheres na política

0
%
mulheres eleitoras (Brasil)
0
%
dos parlamentares são mulheres
0
%
no Senado são mulheres
0
%
dos filiados a partidos são mulheres
0
%
dos candidatos são mulheres
0
%
dos eleitos são mulheres
0
%
dos recursos devem ser destinados a campanhas de mulheres candidatas*

Composição atual
Câmara dos Deputados

0
%
mulheres eleitoras (Brasil)
0
%
dos parlamentares são mulheres
0
%
no Senado
Fonte de dados: IBGE

Representatividade de mulheres na política

0
%
dos filiados a partidos são mulheres
0
%
dos candidatos são mulheres
0
%
dos eleitos são mulheres
0
%
dos recursos devem ser destinados a campanhas de mulheres candidatas*
Fonte de dados: Mulheres do Brasil
Fonte de dados: IBGE
Fonte de dados: Mulheres do Brasil
(*Em maio de 2018 o TSE ampliou para 30% o percentual de recursos que os partidos devem destinar para as campanhas femininas)

Mulher & Mercado

Dados da ONU

0
%
dos cargos de CEO no Brasil são ocupados por mulheres
0
*
mulher negra CEO no Brasil dentre as 500 maiores empresas do país
*Em Março de 2018 a única mulher negra CEO do Brasil deixou a Presidência da Pandora
US$
0
trilhões
enriqueceria a economia global com a igualdade de gêneros, considerando PIB até 2025
Fonte: Mckinsey
Segundo pesquisa da EPGE-FGV, divulgada em 2017, 48% das mulheres foram dispensadas após licença maternidade, diz estudo da EPGE-FGV 2017.
As mulheres ganham cerca de 27% menos que os homens no Brasil, segundo a ONU
Mais de 90% de travestis e transexuais
trabalham com prostituição segundo o ANTRA

As taxas de desemprego são maiores entre mulheres e pessoas negras, no final de 2017:

0
%
entre homens brancos
0
%
entre mulheres brancas
0
%
em homens negros
0
%
entre mulheres negras
Fonte de dados: IBGE

Violência contra a Mulher

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), 2015, feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

0
anos
é a expectativa de vida de uma pessoa trans no Brasil hoje.
0
é o número de mulheres mortas violentamente todos os dias no Brasil, sendo que metade dessas envolvem violência doméstica/ familiar
Nos últimos
0
anos
os casos de estupro dobraram no Brasil. Metade das vítimas são crianças.

A maioria dos casos de estupro acontecem em ambiente doméstico/ familiar

O Brasil é o 7° país mais violento para mulheres segundo relatório da OMS, dentre 83 países.

O que estamos lendo, ouvindo e vendo

Quer apoiar?

Você gostaria:

Posso ajudar:

2018 Todos os direitos reservados por Vote Nelas
2018 Todos os direitos reservados por Vote Nelas